dengue-419x400

 

Com a intensificação do período chuvoso em Fortaleza, o risco da proliferação do mosquito da dengue aumenta bastante. Dados do Jornal Diário do Nordeste mostram que, desde o começo de 2011, já foram confirmados mais de 290 casos de dengue no Estado.

A dengue é transmitida pela fêmea do mosquito Aedes Aegypti, podendo causar óbito da pessoa, caso apresente quadros de hemorragias. Os sintomas da dengue são febre alta com duração de sete dias, e, pelo menos, dois dos seguintes sintomas: dores musculares, nas articulações, dor de cabeça e vermelhidão no corpo.

Diante deste contexto de chuvas fortes e calor intenso, devemos tomar atitudes que evitem o surgimento de mais casos, já que não existem vacinas ou medicamentos para combater a contaminação. Portanto, medidas simples, como não deixar água parada, são essenciais para evitar o nascimento do inseto.

É importante salientar que, além de ações governamentais, a colaboração da população ajuda a interromper o ciclo de transmissão do mosquito. Sua proliferação é muito rápida. Em 45 dias, um único inseto pode picar até 300 pessoas.

Você pode ajudar fechando caixas d’água, barris, tambores, tanques e cisternas. Esvazie vidros, potes e panelas. Encha de areia até a borda os pratos dos vasos de plantas. Folhas e galhos devem ser removidos das calhas para que não impeçam a água de correr. Lave semanalmente por dentro, com escova e sabão, os tanques, garrafas, potes e baldes utilizados para armazenar água. Toda ajuda é bem-vinda!

Caso saiba de um foco de proliferação da dengue em algum imóvel em Fortaleza, procure entrar em contato com a Regional mais próxima de você.

Caso deseje trocar ideias conosco, deixe seu comentário aqui ou escreva para o Twitter @sj_digital.

Tem Facebook? Então curta a página SJ Administração de Imóveis.